Inovar não é mais uma opção

Prezados, após um enorme período distante das páginas desse blog, quero retomar o hábito de escrever e compartilhar com vocês o que estamos pensando e desenvolvendo. Se o Twitter não servir para mais nada, reacendeu em mim a vontade de escrever.

Vou retomar essa tarefa com algumas reflexões resultantes de uma última viagem a São Paulo, para participar o evento Software Innovation. Quero apresentar algumas afirmações e defendê-las:

1)      Temos de ir mais vezes a São Paulo!

Estamos retornando de um evento que tratou de duas tendências de mercado que estão sendo sinalizadas pelos institutos de pesquisa desde o início de 2008: computação em nuvem e software como serviço (SaaS).

É cada dia mais importante estarmos ligados nas tendências para as quais o mercado aponta, por isso o processo de nos mantermos conectados é extremamente relevante. Não podemos nos dar ao luxo de sermos eternamente reativos ao que o mercado determina, devemos buscar ser a vanguarda ou, na pior da hipóteses, estarmos ligados aos vanguardistas.

Encontramos com alguns poucos colegas de Goiás que também, como nós, estavam em busca de uma percepção do que está rolando nas grandes corporações, sobre esses temas.

É participando desse tipo de evento, que vamos compreendendo como ícones mundiais do setor de TI estão se posicionando e temos a oportunidade de aprendermos mais sobre o que é ser empresa desse setor altamente competitivo.

Não adianta imaginar que as notícias chegam frescas em Goiás. Não chegam! Se quisermos entender os movimentos estratégicos mundiais precisamos estar próximos daqueles que impulsionam esses movimentos.

Participar de eventos como o Software Innovantion, ExpoManagement, Gartner e outros desse porte são de extrema importância para evoluirmos em nosso setor. É para abrirmos os olhos para o mundo.

Devemos ser bairristas, mas não devemos nos iludir; hoje o grande centro do desenvolvimento industrial brasileiro é o estado de São Paulo e a sua capital é roteiro mais que obrigatório, se quisermos estar perto da vanguarda. Muitos de nós não temos mais o que aprender em nosso estado. Temos que buscar informação e formação onde ela está disponível. Não podemos ficar afastados dos grandes centros, sob pena de estarmos sempre atrasados.

2)      Temos de crescer!

Algumas pessoas não compreendem que o crescimento de uma empresa é fundamental para a sua sobrevivência. Empresas que não crescem estão fadadas ao desaparecimento. Isso para o setor de TI é mais crítico ainda.

Empresas de alta tecnologia precisam buscar constantemente o crescimento, pois o setor precisa de reiterados investimentos para o desenvolvimento e melhoria de produtos e serviços.

Para analogia, comparamos o desenvolvimento de uma organização a uma escada, composta de degraus e patamares. Quando estão em evolução, sobem os degraus da escada, por vezes rápido ou a passos mais lentos, algumas vezes pulando degraus. Ao adquirirem certa maturidade encontram momentos de estabilidade: são os patamares. Nos patamares a empresa segue de forma mais tranqüila, nivelada, com menor esforço.

Só que não é possível permanecer eternamente no patamar, ele não é o fim da subida e, além disso, outros estão subindo a escada e vão passar por nós, nos superando no caminho para o topo. A pergunta originada desse é raciocínio é simples: Por que não continuar subindo? Mas o nosso problema não está no porque não subir e sim, como subir e enfrentar as empresas que se encontram no patamar superior e superá-las?

Temos de estar preparados para os embates que o mercado impõe! Para isso é necessário avaliar as nossas qualidades e levantar o que precisa ser melhorado. Esse é um grande desafio: Arrumar a casa para enfrentar os desafios que o crescimento nos impõe.

3)      Inovar não é mais uma opção!

Muitas empresas pregam que uma das opções para o crescimento é adotar um programa de inovação, envolvendo uma parcela de seus colaboradores para pesquisar e desenvolver ideais que possam resultar em novidades para o mercado.

Para as empresas do setor de TI essa premissa é uma obrigação e, cada dia mais, é impossível avançarmos sem que todos os colaboradores estejam envolvidos nos processos de inovação.

Discutir se vamos trabalhar inovações incrementais ou radicais, com estratégias desruptivas ou não, é cada vez mais irrelevante. É urgente introduzirmos a cultura inovadora como forma de sobrevivência de nossas organizações. Não se trata mais de estratégia, mas sim de condição operacional.

O Software Innovation é uma prova inconteste dessa situação. No início de 2008 as tecnologias de computação em nuvens e software como serviços eram apontadas pelos institutos de pesquisas como tendências de mercado, em menos de um ano são opções inquestionáveis e, apontadas por alguns, como os novos padrões impostos pelo mercado consumidor. Todos os grandes playeres do setor já oferecem soluções em um, em outra ou ambas as tecnologias.

Talvez uma grande inovação para as nossas empresas seja colocar a cabeça para fora de nossa carapaça goiana e olhar o mundo além de nossas fronteiras, aprendendo com os grandes. Não podemos nos entocar em nossas empresas sob pena de sermos superados pelos que se mantêm ligados nas tendências de mercado.

Inovação não é um tema tranqüilo em lugar algum. É preciso exercitar e avançar com a execução. Os processos de inovação exigem muito tempo, paciência e esforço para que se produza algo que realmente quebre paradigmas e quanto mais relutarmos em adotar políticas de incentivo à inovação, mais tempo estaremos perdendo em nossa corrida evolutiva.

Parafraseando Darwin: “Só os mais competentes e ágeis sobrevivem!

Anúncios

Um pensamento sobre “Inovar não é mais uma opção

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s